Brasil movimenta R$ 1,4 bilhão com importação de smartphones no 1º semestre

O mercado de importação de smartphones movimentou R$ 1,4 bilhão em 2021. E não é surpreendente que a participação da China no mercado tenha sido de impacto: 7 em cada 10 celulares veio do país asiático, segundo dados da startup de comércio exterior Logcomex. De acordo com um levantamento feito pelo MCC Enet, do movimento Confie e Compre e da Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico (Câmara e-net), a alta em importações está ligada ao crescimento do e-commerce brasileiro.

  • Xiaomi 11 Lite 5G NE é homologado pela Anatel para venda no Brasil
  • Tecnocast 187 – A crise global de chips
Importação: transporte de mouses, teclados e fones de ouvido é distribuído entre navios e aviões (Imagem: Ian Taylor/Unsplash)

As importações brasileiras de eletrônicos como smartphones, notebooks e periféricos de informática, tais como fones, mouses e teclados, movimentaram quase R$ 3 bilhões em 2021. No primeiro semestre deste ano, a China dominou a tabela de destino de origem da maioria dos itens trazidos do exterior, sendo o país de origem de 70,35% dos smartphones e 89% dos notebooks.

Importação de notebooks movimentou R$ 348 milhões

Quando se trata dos PCs portáteis, a importação dos dispositivos movimentou aproximadamente R$ 348,3 milhões, e o pico de câmbio dessa categoria de produtos ao Brasil ocorreu em março, de acordo com levantamento da Logcomex.

No primeiro semestre, a maioria das importações de smartphones foi feita por avião, com 94% dos produtos dessa categoria chegando ao Brasil pelo transporte aéreo. Em meio à pandemia, a dificuldade para obter matéria prima na fabricação de semicondutores afetou a demanda e procura pela maioria dos dispositivos eletrônicos.

Algumas das principais empresas do setor, como Intel, Nvidia e TSMC avisam que essa falta de chips pode se estender para até 2022. A Apple afirma que essa dificuldade vem afetando a fabricação de aparelhos como o iPhone 13, recém-lançando pela marca.

Periféricos importados movimentam R$ 1,3 bilhão

No ramo de periféricos de informática, as importações brasileiras entre janeiro e junho custaram R$ 1,3 bilhão. Apenas as transações envolvendo itens como mouses, teclados e fones de ouvido movimentaram quase R$ 857 milhões. A Logcomex dá destaque aos equipamentos de áudio: eles movimentaram mais da metade do montante — foram R$ 471 milhões gastos com esse tipo de aparelho.

Importações de fones de ouvido tiveram pico em junho, com a maior parte vindo da China e dos EUA. Já o transporte dos periféricos de informática — que além de fones inclui mouses e teclados — é distribuído igualmente entre navios e aviões de carga.

Segundo a MCC Enet, o aumento na importação é um reflexo do crescimento do varejo eletrônico no Brasil, que por sua vez foi estimulado pela pandemia. As categorias com melhor desempenho no e-commerce brasileiro são as de comunicação e informática (41,8%); móveis e eletrodomésticos (25,9%); e tecidos, vestuário e calçados (11,8%).

Alta em importação segue e-commerce brasileiro

Com pessoas passando mais tempo dentro de casa, houve alta em reformas residenciais, levando a um salto na procura por eletrônicos e eletrodomésticos. O e-commerce brasileiro cresceu 74% em 2020, de acordo com a MCC Enet. A previsão é que ele continue com a boa sequência nesse ano: dados da XP acrescentam que, em 2021, o varejo eletrônico deve fechar o ano com expansão de 32% em relação a 2020. No momento, a data mais importante do ano para varejistas, a Black Friday, está próxima.

Para compras internacionais, é sempre razoável lembrar na hora de fechar a transação que nem todas as empresas aceitam os mesmo método de pagamento. Alguns países, por exemplo os EUA, o parcelamento de compras no cartão de crédito é incomum e nem todas as lojas aceitam.

“Nesse caso, clientes internacionais que possuem consumidores locais usam sistemas de facilitadoras de pagamentos para não restringir a experiência de um consumidor brasileiro”, conta Stephano Maciel, cofundador e CEO da FacilitaPay — fintech especializada em transações transfronteiriças.

Apesar da internacionalização das compras, dados da fintech confirmam que é importante para que empresas do exterior ofereçam uma solução de pagamento local. A FacilitaPay processou 3,5 milhões de compras feitas no primeiro semestre de 2021. Dessas operações, 62% foram feitas por cartões de crédito, enquanto 33% foram feitas por meio de boleto. Já a carteira digital, produto que vem sendo desenvolvido pela maioria das varejistas brasileiras, correspondeu por apenas 3% das compras.

Dentre as compras feitas com cartão de crédito, 65% foram divididas com, em média, 3 parcelas.

Brasil movimenta R$ 1,4 bilhão com importação de smartphones no 1º semestre


como rastrear telefone


Fonte: https://tecnoblog.net/502503/brasil-movimenta-r-14-bilhao-com-importacao-de-smartphones-no-1o-semestre/
Brasil movimenta R$ 1,4 bilhão com importação de smartphones no 1º semestre Brasil movimenta R$ 1,4 bilhão com importação de smartphones no 1º semestre Reviewed by MeuSPY on outubro 05, 2021 Rating: 5

Nenhum comentário:

Antes de deixar um comentário, acesse o site meuspy.com e veja como é fácil espionar celulares.

Tecnologia do Blogger.